08/07/2011 às 15:54 - Atualizado em 18/02/2016 às 21:12

Historia

Logo após a eleição do presidente JK, cumprindo a promessa feita em um comício na cidade de Jataí-GO (Sudoeste Goiano), quando indagado pelo senhor “Toniquinho”, se fosse eleito faria cumprir a Constituição da República, mudando a capital para o interior, iniciava o marco divisor do progresso no Brasil, antes e depois do presidente JK.

A área da futura capital do país, já havia sido demarcada. Todavia, praticamente não existiam rodovias para o tráfego pesado nesta região, para se ter uma idéia, gastava de Goiânia até onde hoje foi construído Brasília, mais de 8 (oito) horas, quando não acontecia nenhum imprevisto.

O país inteiro empolgou com a coragem do presidente JK e sua equipe. Vieram para Brasília pessoas de todas as partes, principalmente do Norte/Nordeste, Centro Oeste, etc, etc. Quase tudo foi improvisado, criou-se a Cidade Livre, construída em barracos de madeira, pensões e hotéis improvisados, armazéns e outros tipos de comércio, inclusive Farmácias. Naquela época não era exigido muitos registros, a informalidade era grande, razão pela qual fica difícil fazer um levantamento com mais profundidade, antes da inauguração.

Eu fui representante comercial de uma indústria de medicamentos – Laboratório Leo do Brasil S/A (Grupo Dinamarquês), e fui enviado para fazer uma cobertura temporária no Distrito Federal, retornando para ficar em definitivo em agosto de 1692.

Recordo-me e felizmente ainda está viva da Drª. Vitória Nabut, domiciliada na SQS 305 Bloco “D” Apartamento 105, telefone (61) 3244-8646, que instalou uma das primeiras farmácias na Cidade Livre, denominada Farmácia Santa Luzia (ela chegou em Brasília no dia 24/08/1957), bem como recordo-me da Farmácia Scalia de Anápolis, da Farmácia Minas Brasília do Sr. Nadir de Campos Ávila, Drogaria Juvenal do saudoso Lourival Abadia Juvenal de Almeida, da Farmácia Nova Capital do Geraldo Machado e tantos outros que o tempo encarregou de apagar da minha memória.

Em Taguatinga ainda em 1958, foi construída em barraco de madeira, a 1ª farmácia da cidade, Virgem da Vitória, da saudosa Drª. Zedith Soares da Silva. A poeira era tanta que todos os medicamentos ficavam embrulhados nas prateleiras. No Gama, no Setor Leste, foi instalada a Drogaria Alvorada do Sr. Aurenir da Silva Macedo, hoje proprietário da Drogaria Macedo, na Asa Norte.

Merece registro a Drogaria São Paulo do Sr. Hisanori, Usami na Vila Amauri e de alguns farmacêuticos pioneiros, tais como o capitão Gouveia (Aeronáutica) Hospital JKO, Mario Alves da Silva, farmacêutico e emérito educador, Delphino (nome completo no CRF 21), que recebeu a inscrição no 1 do Conselho Regional de Farmácia, mas segundo a Drª. Vitória Nabut, ele chegou bem depois, a Drª. Sônia Maria Cardoso de Castro, esposa do primeiro advogado de Taguatinga, Dr. Francisco Alves de Castro Valadão (061-3364-0469), e também os farmacêuticos Taufic Abdala Tannus, Salin Chaul e muitos outros.

Os primeiros proprietários foram pessoas que possuíam experiências com medicamentos, ou pequenas farmácias em suas cidades de origem, e resolveram começar em Brasília uma nova vida empresarial.

Nos idos de 1966, o Sr. Lourival Abadia Juvenal de Almeida, líder incoteste, homem livre e de bons costumes, de grande experiência, convidou alguns empresários, pioneiros para fundar a Associação Profissional do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal, conseguindo associar 86 proprietários de farmácias, o último deles no dia 16/10/1963.

O Conselho Regional de Farmácia (CRF – 21), foi fundado através da Resolução 66 do Conselho Federal de Farmácia de 24 de abril de 1969.

Posteriormente a Associação do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal, foi transformado no Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal, tendo recebido a sua Carta Constitutiva no dia 1º de agosto de 1970, das mãos do Ministro de Estado dos Negócios do Trabalho e Previdência Social, tendo sido o seu primeiro presidente, o Sr. Aldacyr Pinto Fernandes, da Drogaria Santa Mônica.

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal

  • Endereço:
    SCS Quadra 4 - Bloco A - Lote 49 - Ed. Embaixador - Asa Sul
  • CEP: 70300-907
  • Processo: 233
  • Telefone(s):(61) 3226-0872 / 3226-0808
  • Email contato: felipe@districon.com.br
  • Email contato: sincofarmadf@gmail.com
  • Presidente:
    FRANCISCO MESSIAS VASCONCELOS